quinta-feira, 13 de setembro de 2012

EM CRATEÚS - OS MOVIMENTOS SOCIAIS REAGEM À TENTATIVA DA CRIMINALIZAÇÃO DA LUTA DO SINDICATO DOS PROFESSORES E DO SEU PRESIDENTE LICENCIADO EDILSON MARTINS - O ABUSO, O ARBÍTRIO, A CENSURA, A MORDAÇA, A ESCRAVIDÃO DAS MENTES, O TERRORISMO... NÃO VENCERÃO.


Movimentos Sociais fazem caminhada pelas ruas de Crateús até o Fórum da Cidade
Onde houve audiência de instrução em processo movido contra
O Presidente do Sindicato dos Professores de Crateús - Edilson  Martins
UM NÃO À TENTATIVA DE CRIMINALIZAÇÃO DAS ENTIDADES SOCIAIS  E DAS LIDERANÇAS
( Fotos: Mara Paula - Valdecy Alves - Citar a fonte em caso de copiar)

Na manhã de hoje, 13/09/2012 - a partir das 07:30h da manhã, os movimentos sociais de Crateús fizeram manifesto pelas principais ruas da cidade até o fórum local para denunciar a tentativa de criminalização das lutas e dos lutadores pelos direitos sociais. A caminhada passou pelo Centro da cidade e foi vista por toda a população, milhares de pessoas. À frente estava o Sindicato dos Professores de Crateús, podendo citar entre outras entidades presentes, apoiando a manifestação: MST, Sindicato dos Servidores de Tamboril, Sindicato dos Servidores de Crateús, Sindicato dos Servidores de Ipaporanga, regional da FETAMCE...além de vários movimentos ligados à Igreja. A caminhada teve fim no fórum, onde a partir das 09:30h, iniciou-se a audiência no processo nº 11939720108060070, onde a Secretária de Educação de Crateús cobra R$ 40.000,00 por danos morais, pelo fato de Edilson Martins ter feito denúncias quanto à aplicação das verbas do FUNDEB  do Município, com base em dados do TCM. Bom destacar outros exemplos no Estado do Ceará de tentativa de criminalização dos movimentos sociais:

1) Em Pentecoste o prefeito cobra em ação já julgada improcedente R$ 600.000,00 do Sindicato, tendo o Município recorrido ao Tribunal de Justiça;
2) Em Quixeré cargos comissionados do Município cobram R$ 40 salários mínimos do Sindicato por matéria divulgada em jornal da entidade. Problema semelhante sofreu o Sindicato dos Servidores de Itapajé, recentemente;
3) Em Irauçuba o prefeito cobra R$ 100 mil da presidenta do sindicato por danos morais, por ter feito denúncias contra Administração de Irauçuba;

Edilson Martins - Liderança Sindical Perseguida - Chega para audiência
Onde tentam arrancar-lhe R$ 40.000,00 como danos morais por ter exercido a liberdade de expressão
Onde através de ação criminal por fiscalizar a aplicação dos recursos do FUNDEB tentam colocá-lo na cadeia

Imagine ter que fazer greve em defesa de direitos sociais? Depois imagine fazer greve para proteger o direito de greve? Imagine fazer denúncias de irregularidades embasado em documentos públicos? Depois ser denunciado criminalmente, por ter feito a denúncia, e civilmente. COM RISCO DE IR PARA CADEIA E AINDA PAGAR SUPOSTOS DANOS MORAIS NO VALOR DE R$ 40.000,00 ??? É esta a realidade em Crateús. O dirigente sindical, licenciado atualmente das funções, foi atacado pessoalmente, porém o alvo principal do ataque é o direito das associações cumprirem seu papel no Estatuto, através de suas lideranças.  Pois a democracia participativa é um direito, denunciar é um direito, a liberdade de expressão é um direito, a liberdade de manifestação de pensamento é um direito, a liberdade sindical, também é um direito... NÃO QUAISQUER DIREITOS, MAS DIREITOS HUMANOS UNIVERSAIS E CONSTITUCIONAIS, GOZANDO DE MÁXIMA EFETIVIDADE E DA PREVISÃO DE GARANTIAS CONSTITUCIONAIS, TUDO PARA PROTEÇÃO DA PRÓPRIA DEMOCRACIA! 


Manifestante com bandeira do MST

NA VERDADE TEM-SE UMA COVARDE FORMA DE INTIMIDAÇÃO E UMA MORDAÇA CONTRA LIDERANÇAS SINDICAIS E OS MOVIMENTOS SOCIAIS. BUSCAM COM OS PROCESSOS CONTRA EDILSON MARTINS, ESCOLHIDO PARA O SACRIFÍCIO, CRIAR UMA CULTURA DE MEDO, DE TERROR, DE ARBÍTRIO E DE CLIMA DE UMA DITADURA, que despreza e é completamente indiferente aos direitos humanos e às garantias fundamentais da Constituição Federal. A DEMOCRACIA ACABARÁ POR SER VENCEDORA! VENCESSE O ARBÍTRIO SERIA A LEI DO SILÊNCIO E DA ESCRAVIDÃO. O QUE COLOCARIA A REALIDADE POLÍTICA DE CRATEÚS NO SÉCULO XVIII, COM 300 ANOS DE RETROCESSO EM RELAÇÃO AO RESTO DO MUNDO!


Professores e lideranças das mais variadas entidades de classe rezam em frente
À sede do Sindicato dos Professores do Município de Crateús
Preparando-se para caminhada até o fórum - em defesa da democracia e da cidadania

A audiência durou quase 04 horas, foi muito tensa. 11 testemunhas compareceram, 08 arroladas pela Secretária de Educação e 03 arroladas por Edilson Martins. Devido ao trabalho da defesa, 05 das testemunhas de acusação não tiveram como depor na condição de testemunhas. O que é um duro golpe na prova que deveria ser produzida pelos acusadores.  Todos agora esperam  que O PODER JUDICIÁRIO decida conforme os princípios constitucionais. 

A CONSTITUIÇÃO FEDERAL PREVÊ QUE OS MOVIMENTOS SOCIAIS DEVEM RECEBER AS GARANTIAS FUNDAMENTAIS, NOS TERMOS DO TÍTULO II, LEI MAIOR DE UMA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA; PRECISA GARANTIR A NÃO CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS TANTO DAS ENTIDADES, QUANTO DOS SINDICALISTAS, SOB PENA DA MORTE DA LIBERDADE, DA DEMOCRACIA, DO PLURALISMO, DA IGUALDADE E DA VERDADEIRA JUSTIÇA SOCIAL. A REAÇÃO DAS ENTIDADES NÃO TERÁ FIM, IRÁ A TODAS AS INSTÂNCIAS, ATÉ AO STF SE FOR NECESSÁRIO, DENUNCIANDO TODOS E TODAS QUE OUSAREM CASSAR SEU DIREITO DE LUTAR POR UM PAÍS JUSTO, HUMANO, SOLIDÁRIO, ONDE A DEMOCRACIA, A LIBERDADE DE EXPRESSÃO, A LIBERDADE DE ASSOCIAÇÃO, A LIBERDADE SINDICAL... NÃO SEJAM VÃS PROMESSAS AO SABOR DO ARBÍTRIO E DO ABUSO DO PODER, que ousa tentar transformar os poderes em ferramentas violadoras da própria cidadania. 

Movimentos Sociais fazem caminhada pelas ruas de Crateús até o Fórum da Cidade
Onde houve audiência de instrução em processo movido contra
O Presidente do Sindicato dos Professores de Crateús - Edilson  Martins
UM NÃO À TENTATIVA DE CRIMINALIZAÇÃO DAS ENTIDADES SOCIAIS  E DAS LIDERANÇAS 
 Dessa forma, O Sindicato dos Professores da Rede Pública Municipal de Crateús com as demais entidades que apoiaram a manifestação, que perdurou até o final da audiência, sendo Edilson Martins recebido com palmas, palavras de ordens e e cânticos, DEU UM VERDADEIRO EXEMPLO DE QUE OS MOVIMENTOS SOCIAIS NÃO SE CALARÃO, NÃO TEMEM O ARBÍTRIO, NÃO TEMEM NENHUM DOS PODERES QUANDO DESVIADOS DE SEUS REAIS OBJETIVOS, E SEMPRE REAGIRÁ, POIS SABE QUE A VIDA É LUTA CONTÍNUA, QUE O DIREITO DE LUTAR E RESISTIR TAMBÉM SÃO DIREITOS CONSTITUCIONAIS. Como escola de luta deu um grande exemplo, mais uma vez de resistência, para ter o direito de resistir e resistir organizadamente. A LUTA CONTINUARÁ, SEM TRÉGUA, ATÉ O ARQUIVAMENTO DAS DUAS ABUSIVAS AÇÕES, TANTO A CRIMINAL, QUANTO A AÇÃO CÍVEL POR DANOS MORAIS. 

O ABUSO, O ARBÍTRIO, A CENSURA, A MORDAÇA, A ESCRAVIDÃO DAS MENTES, O TERRORISMO... NÃO VENCERÃO.

Movimentos Sociais fazem caminhada pelas ruas de Crateús até o Fórum da Cidade
Onde houve audiência de instrução em processo movido contra
O Presidente do Sindicato dos Professores de Crateús - Edilson  Martins
UM NÃO À TENTATIVA DE CRIMINALIZAÇÃO DAS ENTIDADES SOCIAIS  E DAS LIDERANÇAS 
 CONFIRA ABAIXO MAIS FOTOS DA MANIFESTAÇÃO EM DEFESA DOS MOVIMENTOS SOCIAIS EXISTIREM E LUTAREM EM DEFESA DA DEMOCRACIA, DA TRANSPARÊNCIA, DO DIREITO DE PARTICIPAR:

Socorro Pires - Presidenta em Exercício do Sindicato dos Professores de Crateús
Deixa Claro para População que a luta irá até o STF - Mas não será aceita a criminalização
Nem da entidade sindical - tampouco das lideranças sindicais


Movimentos Sociais fazem caminhada pelas ruas de Crateús até o Fórum da Cidade
Onde houve audiência de instrução em processo movido contra
O Presidente do Sindicato dos Professores de Crateús - Edilson  Martins
UM NÃO À TENTATIVA DE CRIMINALIZAÇÃO DAS ENTIDADES SOCIAIS  E DAS LIDERANÇAS 

Movimentos Sociais fazem caminhada pelas ruas de Crateús até o Fórum da Cidade
Onde houve audiência de instrução em processo movido contra
O Presidente do Sindicato dos Professores de Crateús - Edilson  Martins
UM NÃO À TENTATIVA DE CRIMINALIZAÇÃO DAS ENTIDADES SOCIAIS  E DAS LIDERANÇAS 
Movimentos Sociais fazem caminhada pelas ruas de Crateús até o Fórum da Cidade
Onde houve audiência de instrução em processo movido contra
O Presidente do Sindicato dos Professores de Crateús - Edilson  Martins
UM NÃO À TENTATIVA DE CRIMINALIZAÇÃO DAS ENTIDADES SOCIAIS  E DAS LIDERANÇAS 


Manifestantes chegam ao fórum - depois de caminhar pelas principais ruas de Crateús
Para Audiência que teve início às 09:30h da manhã

Manifestantes chegam ao fórum - depois de caminhar pelas principais ruas de Crateús
Para Audiência que teve início às 09:30h da manhã
Dra. Mara Paula se fez presente ao evento em defesa da democracia


Manifestantes chegam ao fórum - depois de caminhar pelas principais ruas de Crateús
Para Audiência que teve início às 09:30h da manhã

Manifestantes que levaram seu apoio ao Edilson Martins até o interior do Fórum
Fábio Ripardo e Gil Sales

Manifestantes Contantes recebem Edilson Martins após a audiência - muito otimismo

Dr. Valdecy Alves explica o que ocorreu na audiência
Das 08 testemunhas da acusação 05 acabaram sem ser ouvidas por suspeição

Manifestantes atentos às explicações jurídicas em frente ao fórum


Movimentos Sociais fazem caminhada pelas ruas de Crateús até o Fórum da Cidade
Onde houve audiência de instrução em processo movido contra
O Presidente do Sindicato dos Professores de Crateús - Edilson  Martins
UM NÃO À TENTATIVA DE CRIMINALIZAÇÃO DAS ENTIDADES SOCIAIS  E DAS LIDERANÇAS 

Movimentos Sociais fazem caminhada pelas ruas de Crateús até o Fórum da Cidade
Onde houve audiência de instrução em processo movido contra
O Presidente do Sindicato dos Professores de Crateús - Edilson  Martins
UM NÃO À TENTATIVA DE CRIMINALIZAÇÃO DAS ENTIDADES SOCIAIS  E DAS LIDERANÇAS 


Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails